skip to Main Content
Terceira Idade: A Hora Perfeita Para Viajar!

Terceira idade: a hora perfeita para viajar!

Autora: Yasmin Duarte

Vajar é um sonho de muita gente, e que na grande maioria das vezes deixamos para depois, mas até quando? Afinal, quando é o momento ideal? Quando somos jovens não temos dinheiro, quando nos tornamos adultos não temos muito tempo ocioso e quando somos idosos? Com certeza, essa é a idade perfeita para colocar o pé na estrada.

A viagem na terceira idade vem se tornando mais comum com o passar do tempo. Uma pesquisa feita pela Fundação Instituto de Administração (FIA), com o nome de Hábitos de Turismo na Terceira Idade, em 2012, mostrou que 32,9% das pessoas acima de 60 anos viajam de duas a três vezes por ano. Essa análise mostra claramente o processo de distribuição de renda pelo Brasil, desde 1994.

 

Colocando o sonho em prática

O casal Daicir Bertolini e Maria Bertolini, fazem parte dessa taxa. Eles têm mais de 60 anos, são aposentados e há alguns anos decidiram colocar o pé na estrada a bordo de uma dobló. Criaram coragem, equiparam um veículo, montaram o roteiro e foram para suas primeiras viagens.

A partir disso, criaram suas redes sociais para poder inspirar outras pessoas. Daicir, conta um pouco sobre o seu objetivo “O intuito do Instagram e do canal do Youtube é incentivar as pessoas a viajarem na terceira idade”.

O casal conta que a idade não é um impedimento para explorar o mundo. Ele ainda frisa “Sobre viajar na terceira idade, eu acho tranquilo. Começamos a nos aventurar agora, mas não me sinto com essa idade, pareço mais jovem. Existem pessoas que têm 50 e agem como se tivessem 70. Eu tenho 63 anos e tenho a animação de quem tem 30. Isso é uma questão de cabeça e não de idade.”

Além disso, o casal ainda afirma que nem mesmo a questão de doenças é uma objeção para deixar de se aventurar pelo o mundo.

“Se você tem algum problema de saúde é só se preparar, levar os medicamentos certinho. A gente mesmo viaja muito pouco em relação a km por dia, a pessoa pode parar em uma cidade e descansar. É bem tranquilo.”

O casal gostou tanto desta nova vida aventureira que resolveram investir em uma opção mais espaçosa, um novo veículo,

Foto: Arquivo pessoal / @ 60naestrada

 

É possível viajar com dinheiro da aposentadoria?

Sim, de acordo com o casal 60 na estrada, isso é possível!

Eles explicam que o bom de optar em fazer isso com o dinheiro da aposentadoria é que não precisam vender nada na estrada para manter suas aventuras.

Já quando indagados sobre o custo total de gastos em cada viagem, eles respondem que variam de acordo com o roteiro criado.

“Em relação ao gasto em viagem é necessário fazer uma meta, tem que andar dentro daquilo. O maior custo para gente é o combustível. Então, se fizer uma viagem calma, tranquila com pouca km, irão gastar menos. Agora, se optarem por rodar muito, vai acabar gastando mais. Um exemplo disso é que fizemos o Litoral Brasileiro e gastamos R$ 60 por dia mais ou menos”.

Em relação a como se manter no local, eles disseram que faziam quase tudo dentro do seu antigo carro. Eles explicam que tudo acontece de uma forma bem natural, até mesmo sua rotina.

“Nosso dia a dia é normal, como se tivesse em casa mesmo, nosso quintal virou o mundo. Nós acordamos cedo, visitamos os pontos turísticos da cidade, normalmente ficamos de 4 até 5 dias no local. Nós sentimos como se fossemos morador.”

Por fim, eles comentam que o valor gasto para equipar a dobló foi de R$8 mil reais, todavia muitas coisas foram retiradas da sua caminhonete antiga.

“A gente sempre assistiu muitos canais de viagens e pensamos em montar uma Kombi. Mas, já tínhamos a dobló, então fomos adequando o nosso próprio veículo”.

Depois de um ano e meio viajando, eles aproveitaram para deixar algumas dicas para quem está buscando iniciar suas aventuras.

Foto: Arquivo pessoal / @ 60naestrada

 

Qual destino ideal para quem está começando a viajar pelo o mundo?

“Um país que a gente indica para as pessoas conhecerem e foi um sonho realizado: é o Chile! Na viagem passada fizemos o norte da Argentina e o Chile. Esse é um roteiro que eu indico, porque não tem tanto movimento e é seguro.”

O casal viajante finaliza  explicando que qualquer roteiro é bom, até mesmo se for próximo de onde você mora. O importante é se desafiar e se  aventurar.

 

Quer viajar o Brasil a bordo de uma casa móvel como o casal 60 na estrada? É só entrar em contato conosco ou conhecer nossas redes sociais. Peça o seu orçamento!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top